segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

A festa do Santo Menino em Tó

As origens destas festividades são pagãs e foram assimiladas pelo catolicismo, e na sua génese estão os ritos de iniciação dos rapazes. Num passado recente , realizava-se no dia 6 de Janeiro e, mais recentemente é  no dia 1  de Janeiro.
 O moço, a sécia, o mordomo, e o farandulo, são estas as personagens da festa. Ao moço cabe-lhe a missão de proteger a moça (sécia ) do farandulo, evitando que este a tisne  no rosto e lhe roube o ramo. Há um confronto que se vai desenrolando pelas ruas da aldeia. O farandulo vai entrando nas casas com dupla missão: a de roubar peças do fumeiro e a de tisnar as raparigas solteiras da aldeia, nem que par isso tenha de ir ao quarto, se elas aindas estiverem a dormir. Quando entra numa casa, não pode sair, pelo mesmo sítio, por onde entrou.
 As ruas transformam-se no palco de toda esta teatralidade, que se vai desenrolando entre dois pólos opostos: de um lado, o farandulo, a quem tudo é permitido (dentro de certos parâmetros,e do outro, o moço que tenta impedir e por isso há confrontos entre os dois. Há como que uma luta entre o bem e  o mal: o interprete do mal, é o farandulo, e o do bem é o moço, que  impede, e por isso, há sucessivos confrontos entre estas duas personagens.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo comentário!